Saiba mais sobre reciclagem

As maiores vantagens da reciclagem são a minimização da utilização de fontes naturais, muitas vezes não renováveis; e a minimização da quantidade de resíduos que necessita de tratamento final, como aterramento, ou incineração. Os resultados da reciclagem são expressivos tanto no campo ambiental, como nos campos econômico e social. No meio-ambiente a reciclagem pode reduzir a acumulação progressiva de resíduos a produção de novos materiais, como por exemplo o papel, que exigiria o corte de mais árvores; as emissões de gases como metano e gás carbônico; as agressões ao solo, ar e água; entre outros tantos fatores negativos. No aspecto econômico a reciclagem contribui para a utilização mais racional dos recursos naturais e a reposição daqueles recursos que são passíveis de re-aproveitamento. No âmbito social, a reciclagem não só proporciona melhor qualidade de vida para as pessoas, através das melhorias ambientais, como também tem gerado muitos postos de trabalho e rendimento.

Cada 50 quilos de papel usado, transformado em papel novo, evita que uma árvore seja cortada;

Uma garrafa plástica ou vidro pode levar 1 milhão de anos para decompor-se. Quando depositados em aterros, os plásticos dificultam sua compactação e prejudicam a decomposição dos materiais biologicamente degradáveis, pois criam camadas impermeáveis que afetam as trocas de líquidos e gases gerados no processo de biodegradação da matéria orgânica;

Com um quilo de vidro quebrado, faz-se exatamente um quilo de vidro novo. E a grande vantagem do vidro é que ele pode ser reciclado infinitas vezes;

Cada 50 quilos de alumínio usado e reciclado, evita que sejam extraídos do solo cerca de 5.000 quilos de minério, a bauxita. Uma lata de alumínio, leva entre 80 e 100 anos. Porém todo esse metal pode ser reaproveitado, transformando-se em novos produtos ou matéria prima, sem perder suas propriedades e pode ser reciclado mesmo quando enferrujado;

O lixo hospitalar, deve ir para os incineradores;

O óleo de cozinha, seja de soja, girassol ou canola, se jogado pelo ralo da pia, provoca o entupimento das tubulações nas redes de esgoto, aumentando em até 45% os custos de tratamento. Porém se for tratado após se uso doméstico, pode ser reutilizado na produção de sabão e de biodiesel;

As pilhas e baterias, quando descartadas em lixões ou aterros sanitários, liberam componentes tóxicos que contaminam o solo, os cursos d'água e os lençóis freáticos, afetando a flora e a fauna das regiões circunvizinhas e o homem, pela cadeia alimentar. Os componentes tóxicos encontrados nas pilhas são: cádmio, chumbo e mercúrio. Todos afetam o sistema nervoso central, o fígado, os rins e os pulmões, pois eles são bio-acumulativos. O cádmio é cancerígeno, o chumbo pode provocar anemia, debilidade e paralisia parcial, e o mercúrio pode também ocasionar mutações genéticas.

A RECICLAGEM possibilita grande economia de energia e matérias-primas. Menos poluição do ar, da água e do solo. Melhora a limpeza da cidade, pois o morador que adquire o hábito de separar o lixo, dificilmente o joga nas vias públicas. Gera renda pela comercialização dos recicláveis. Diminuindo o desperdício. Dá oportunidade aos cidadãos de preservarem a natureza de uma forma concreta, tendo mais responsabilidade com o lixo que geram, já que o aumento excessivo da quantidade de lixo se deve ao perfil de consumo de uma população. Além disso, quanto mais produtos industrializados, mais lixo é produzido, como embalagens, garrafas,etc. E MESMO ASSIM: Em torno de 88% do lixo doméstico vai para o aterro sanitário. Menos de 3% do lixo vai para as usinas de compostagem(adubo). Apenas 2% do lixo de todo o Brasil é reciclado!! Agora imagine só os aterros sanitários: quanto material que está lá, ocupando espaço, e poderia ter sido reciclado! Separando todo o lixo produzido em residências, estaremos evitando a poluição e impedindo que a sucata se misture aos restos de alimentos, facilitando assim seu reaproveitamento pelas indústrias. Além disso, estaremos poupando o meio ambiente e contribuindo para o nosso bem estar e das gerações futuras.

CORES CORRESPONDENTES: No Brasil os recipientes para receber materiais recicláveis seguem o seguinte padrão AZUL papel, papelão VERMELHO plástico VERDE vidro AMARELO metal PRETO madeira LARANJA resíduos perigosos BRANCO resíduos ambulatoriais e de serviços de saúde ROXO resíduos radioativos MARROM resíduos orgânicos CINZA resíduos não recicláveis, misturados ou contaminados

 

Ética e resposabilidade - Nossa missão é comercializar insumos para impressão reunindo qualidade e bom atendimento. Nossos valores presam por ética, honestidade e respeito em todos os negócios, e pelo bom relacionamento com clientes, colaboradores e fornecedores.